sexta-feira, junho 15, 2007

Em Oração

Livrai-me, Senhor.
De tudo o que for
Vazio de amor.

Que nunca me espere
Quem bem me não quer
(Homem ou mulher).

Livrai-me também
De quem me detém
E graça não tem.

E mais de quem não
Possui nem um grão
De imaginação.


Carlos Queiroz in “Libera Me”
Imagem de Luís Azevedo ("The puppet show"), retirada do sítio "Olhares"


Canela

2 comentários:

Anónimo disse...

Obrigada amiga pela oração, vou tudo fazer para não a esquecer.
Piro

Canela disse...

Poque a maldade começa a atingir níveis que ultrapassam o racional, só me resta rezar, para não me deixar envenenar! Não quero entrar por aí! E, como sempre a resiliência mantem-se!