quinta-feira, outubro 11, 2007

À procura da Fonte de Tempo

- Bom dia, disse o principezinho.
- Bom dia, disse o comerciante.
Era um comerciante de pílulas aperfeiçoadas que acalmam a sede. Toma-se uma por semana e deixa-se de sentir qualquer necessidade de beber.
- Por que é que vendes isso? disse o principezinho.
- É uma grande economia de tempo, disse o mercador. Os peritos fizeram as contas. Poupam cinquenta e três minutos por semana.
- E o que é que se faz com esses cinquenta e três minutos?
- Faz-se aquilo que se quer…
«Eu, disse para si mesmo o principezinho, se tivesse cinquenta e três minutos para gastar caminharia muito lentamente para uma fonte…»


Antoine de Saint-Exupéry in “O Principezinho”

Canela

2 comentários:

Anónimo disse...

Como há pessoas sábias!
O M está a fazer, a pedido da prof de Lingua Portuguesa, a ilustração de algumas partes desta obra.
Depois colocas no teu blog!
E já agora, Amiga já estava a recear pela falta de produtividade desta caixinha!
Piro

Canela disse...

Olá Linda!
O M é igualzinho à madrinha, lindo de morrer e com capacidades inatas para desenhar estórias.
Fico à espera das tuas digitalizações, para depois as colocar no "blog".
Falta-me tempo, as pílulas de tempo, ou uma qualquer fonte de tempo. Mas o vosso incentivo e motivação fazem-me seguir "em-frente", e este "em frente" está muito para além do "blog". Obrigada por todo o apoio, incentivo e sobretudo pelo grande amor que neste momento funciona para mim como um "escudo protector".
Um beijinho grande para os meus três amores! Tenho quase sempre três amores !!!!