terça-feira, fevereiro 19, 2008

«Você sabe qual é minha opinião sobre o choro?»

Comentário enviado pelo “O Trovador

«Rolei de bruços, enfiei o braço debaixo da cabeça e comecei a chorar como uma criança.
Eu estava morrendo de cansaço. Estava desgastado, aflito, e adorava chorar. Não podia fazer mais nada.
Entreguei-me totalmente ao choro.
Senti aquele alívio profundo dos que foram atingidos em cheio pela dor. Pouco se me dava quem visse ou ouvisse. Eu não parava de chorar.

Você sabe qual é minha opinião sobre o choro? Acho que algumas pessoas precisam aprender a chorar. No entanto, uma vez que se tenha aprendido, uma vez que se saiba chorar de verdade, não há nada que chegue a seus pés.
Sinto pena de quem não conhece o segredo. É como assobiar ou cantar. Fosse como fosse, eu estava por demais aflito para encontrar grande consolo só em me sentir bem momentaneamente, mergulhado em calafrios e lágrimas salgadas, manchadas de sangue.»

Lestat Sobre o Choro em Mennoch, The Devil

Obrigada Trovador é de facto um texto muito bonito. É tão importante aprender a chorar. Eu, julgava que já me tinha esquecido, mas não! Quando começo a chorar só não sei parar. Mas foi um choro bom. Foi um choro por descobrir que, nos momentos em que mais preciso os amigos me rodeiam e, depois enchem-me de abraços de beijinhos e de mimos. Sou muito mimada!

Beijinhos


Canela

4 comentários:

trovador disse...

Ahh, não poderia deixar de comentar aqui também!

Então, gostou MESMO, pelo jeito. ^^

Recomendo os Livros de Anne Rice, são sempre muito mais que livros. Ela Que escreveu Mennoch, the devil e também as chamadas "Cronicas Vampirescas", da qual Mennoch, the Devil faz parte.

As Cronicas começam por um livro até que bem famoso, chegou a virar filme, Entrevista com um Vampiro.

Antigo, verdade, mas muito bom.

^^

Ahh, antes que eu esqueça. Muitissímo obrigado pelo link.

Beijos =*
Au revoir minha amiga doce como canela.

Canela disse...

Gostei muito
Conheço o filme “Entrevista com um Vampiro”, mas não conheço a escrita de Anne Rice. Da próxima vez que entrar numa livraria prometo que a vou procurar.
Eu é que agradeço o link e as doces palavras.
Obrigada.
Beijinhos
Au revoir doce Trovador

celeste disse...

Ainda a preposito de choro, Golda Meir disse: "Quem não sabe chorar de todo o coracão também não sabe rir."

Canela disse...

Concordo inteiramente.
Quem não sabe chorar com todo o coração, só sabe viver em função da razão.
Beijinhos