quinta-feira, fevereiro 28, 2008

A Pequenez

«O «pequeno» representa o tamanho perfeito, adequado ao seu investimento afectivo. Alvo electivo da sua ternura, tamanho-fétiche que apela ao seu carinho irreprimível, o pequeno contém em si as potencialidades de expressão que dele naturalmente decorrem e que depois se transferem para todos os adjectivos e nomes próprios: pequenino, pequenito, pequerrucho, etc. Como se o «pequeno» fosse a raiz dos diminutivos afectivos, a essência que percorre o conjunto inteiro das nuances dos «inhos» e «itos» declinando as inúmeras espécies da pequenez.
O português revê-se no pequeno, vive no pequeno, abriga-se e reconhece-se no pequeno: pequenos prazeres, pequenos amores, pequenas viagens, pequenas ideias («pistas»… que se abrem aos milhares a cada pequeno ensaio).»



José Gil in “Portugal Hoje O Medo de Existir”


Canela

3 comentários:

trovador disse...

Ahh, doce Canela!

Que lindo texto!
Maravilhoso!

O texto colocou em palavras um sentimento que tenho há tempos já e não conseguia exprimir a não ser por um título de uma poesia que nunca consegui escrever, A Arte de Ser Pouco.

Onde eu supostamente falo sobre ser pequeno e insuficiente pra mim, falo das coisas que dependemos todos...

Senti vontade de ler este livro, mas penso que não o acharia aqui no Brasil.
De qualquer modo, guardo o nome do autor bem guardado na memória.


Publicastes bem... O que não é surpresa nenhuma. ^^
Adoro seu blog e não é segredo que venho pelo menos, uma vez a cada dois dias.

Fica com os anjos.

Au revoir ma cheri o/

Anónimo disse...

Acalanto de John Talbot

"Dorme, meu filhinho,
dorme sossegado.
Dorme,que a teu lado
cantarei baixinho.
O dia não tarda...
Vai amanhecer:
como é frio o ar!
O anjinho da guarda
que o senhor te deu,
pode amanhecer
pode descansar,
que te guardo eu."
Manuel Bandeira, Brazil

Amiga:
que todos possamos guardar-te (como diz o poeta) e dar-te a força necessária para ultrapassar este momento!
Piro

Anónimo disse...

Errata:
onde se lê amanhecer deve ler-se adormecer
Coisas de Piro...