terça-feira, março 13, 2007

Corpo e Cérebro em Conflito


O corpo pede descanso, avisa que ronda o limite máximo de resistência. Queixa-se. Diz que lhe dói isto e aquilo, que é necessário descansar.
O cérebro à muito que deixou de se queixar, de pedir para dormir. Enquanto, desesperadamente, pediu ninguém lhe deu ouvidos.
Esta noite deu-se o conflito.
O cérebro tirou férias, foi para um lugar paradisíaco, de areias brancas e águas cálidas, escolheu um “bungalow” palafítico e ali ficou, usufruindo da tranquilidade do lugar.
O corpo não conseguiu descansar.
Por isso, às 6 da manhã, o cérebro queria continuar de férias e o corpo permanecia exausto.
A luta foi renhida, o cérebro recusava-se a acordar e o corpo não queria movimentar-se.
Mas onde é que nós chegamos, pensei eu!
Vamos embora! Toca a trabalhar!
Peguei nos dois e enfiei-os numa bela banheira de água quente (que me perdoem os ecologistas, mas teve de ser! Não tive alternativa! Aliás, à muito tempo que não tenho alternativa!). O corpo ganhou resistência, mas o cérebro ainda lutou durante, sensivelmente, hora e meia.
Finalmente, consegui estabelecer um acordo tácito com os dois!
Disse ao cérebro: hoje, não vais ter de trabalhar durante quatro horas consecutivas. Hoje, prometo, faço uma pausa para um café. Hoje, deixo-te ir durante mais tempo, para o teu mundo de sonho, o “mundo de mim”.
Ao corpo prometi que não o ia fazer debitar, em quatro horas consecutivas, matéria suficiente para oito.
A ambos prometi, que hoje, iríamos almoçar à praia, e vamos.
Prometi-lhes também que quando, a luta começar a tornar-se demasiado penosa, mantemos todos os trabalhos, as telas e os papéis, mas largamos o “blog”.
Ficamos todos em paz, a ver vamos até quando!?


Fotografia de Rui Bonito ("Nascer do Sol"), retirada do sítio "1000 imagens"


Canela

2 comentários:

Angela disse...

"Prometi-lhes também que quando, a luta começar a tornar-se demasiado penosa, mantemos todos os trabalhos, as telas e os papéis, mas largamos o “blog”."

Como o "blog" continua, deduzo que a luta ainda não se tornou demasiado penosa...
Um grande abraço para o corpo e para o cerebro, um beijinho para ti e que continuem em paz por muito tempo.

Canela disse...

Amanhã. Amanhã será o ínicio e talvez o fim.
Amanhã este blog faz um ano.
Depois de amanhã tudo ficará em aberto, o que pode bem ser fechado.
A luta já é penosa, principalmente a luta contra o tempo e o cansaço.
Obrigada Linda.
Que Deus te ouça.
Que encontres rapidamente a paz e a felicidade, sei que sim.
Beijocas