sexta-feira, março 23, 2007

Aprendizagens

Aprendi com o meu mestre de "Tai Chi Chuan" que o frio se enfrenta de "peito aberto" e cabeça erguida. Não é que, sempre apliquei o mesmo princípio à vida, acrescido de um perseverante nariz, por si só empinado.


Canela

4 comentários:

Anónimo disse...

Lá estás tu com chinesisses!
Piro

Canela disse...

Que me fazem levitar!!!

Celeste disse...

De "peito aberto" ou de coração aberto?
Hoje na paragem de autocarro senti uma grande dor no peito, um aperto no coração... estava frio (5 ¤C), escuro (eram 17:55 e aqui anoitece as 16) e estava só...
Pensei: será que se trata de uma dor física verdadeira, será que me devo preocupar e consultar o meu médico. Ou trata-se de uma dor metafísica e o que eu preciso é de falar com um filósofo... "sinto, logo existo".
É bom sentir, é sinal de que se existe. Mas será que sinto mesmo!? Será que existo mesmo!?
Acho que só agora estou a começar a lidar com os meus próprios sentimentos e a tentar encontrar-me. Já não sou mais "a esposa", sou apenas uma mulher...
NÃO, a expressão correcta é: Já não sou mais "apenas a esposa", sou uma mulher...

A(breu)

Canela disse...

Julgo que deves consultar o médico, pode ser apenas uma dor associada ao stress pelo qual tens passado, ou não, por isso é conveniente verificares, se fazes favor.
Nunca se deve ser "apenas a esposa" ou "apenas a mãe", não podes abdicar de ti em função dos outros, tens de ser tu, tens de ter tempo para ti, vais reapreender que é bom também ser mulher.
Estás no caminho certo.

Beijinhos Linda