sexta-feira, novembro 07, 2008

Nem bons ventos, nem bons casamentos… (cont.)

A dificuldade parece residir no facto de ninguém estar no sítio. Pelo menos foi a justificação que obtive.
Ou seja, nada de novo!

Ainda bem que eu avisei que é (era!) urgente.


Canela

2 comentários:

trovador disse...

. . .

Juro que eu mesmo já dei esta resposta a muitas pessoas que procuravam meu chefe na prefeitura.

ARGH

Pena que eu era novo e ingenuo, se fosse hoje (primeiro que não trabalharia lá, com gente assim) juro que falaria: Olha, tem gente, mas querem lhe atender pq são preguiçosos demais.

Mas tb não atiremos pedras, poderia claro não haver mesmo ninguém no lugar.

Mas mesmo assim, sou cético...

Canela disse...

Em Agosto, e à sexta-feira depois das 14.30 min Portugal pára quase por completo. Claro que, existe sempre alguém que tem de trabalhar, por si e pelos demais!
É o que temos!

Beijinhos Doce