sábado, julho 14, 2007

A caminhar com passos largos

As férias só começam oficialmente em Agosto, mas a lufada de ar fresco, destes dias, dilatou-me as narinas e insuflou-me ar novo nos alvéolos. Como quem oferece um último balão de oxigénio a um moribundo, inalo cada molécula avidamente e tento encontrar as causas que me motivam a continuar, procuro na vida outros motivos.
Quase ao lado da secretária continua a repousar a vacina contra a febre-amarela e a profilaxia anti-malária, o que indica que, ainda não perdi a esperança de voltar a África nestas férias. Na agência de viagens, á aproximadamente dois meses, que me andam a avisar para ir abandonando as expectativas, e depois de pedir mais de mil explicações, descobri que, assim que lá entro desaparecem praticamente todos, excepto uma funcionária. A verdade é que, nestes dois últimos meses de permanentes perguntas, aprendi mais sobre quotas e operadores turísticos do que em toda a minha vida. Só, ainda, não me convenceram a marcar as férias com mais tempo de antecedência, porque sempre que as reservo no último minuto vou para onde quero.
Para trás ficam também as viagens sonhadas (mas só por este ano) ao Nepal e Tibete, ao Perú (Machu Picchu, Cuzco e Lima) e ilha da Páscoa.
Quanto a África posso não ir à desejada, mas é bem provável que vá à possível!


Canela

2 comentários:

Angela disse...

MACHU PICCHU...

Não sei se a economia algum dia vai permitir, mas que esse é um dos lugares com que sonho visitar é.

Canela disse...

Então pronto está combinado, vamos.
Vamos tentar ir com guias, pelas montanhas, vamos ter de sofrer adaptação à rarefracção de oxigénio, mascar folhas de coca para evitar as diarreias profusas e o pior para mim vai ser acampar, que como sabes detesto, adoro uma cama confortável para dormir e um chuveiro (no mínimo para tomar banho várias vezes ao dia)!