quinta-feira, maio 20, 2010

Pronto...

... já chegamos a «Scientists Reach Milestone On Way To Artificial Life»
Agora apetecia-me falar de priões, mas o cansaço não me deixa.
Desculpa S. Um dia destes volto mais igual ao que conheces, prometo. Para já é este lado que me consome, felizmente não consume.


Canela

2 comentários:

trovador disse...

Doce Canela!

É tão bom ler-te, mesmo em tão poucas palavras. Sinto tua falta, amiga querida, sinto mesmo.

Como bem viu, tenho andado mto ocupado com as coisas da minha faculdade. E como bem sei, vc está com o seu trabalho.

Nos desencontramos em nossas tarefas. Infelizmente.

Brincadeira, não? Fazemos tudo isso pra vivermos e nisso... Acabamos deixando a vida de lado.

Tenho pensado mto nisso, e logo pretendo tirar férias, quem sabe na Europa? Não custa sonhar, né?

Enquanto isso vou me enchendo de filmes e livros no pouco tempo vago que tenho na hora do almoço ou antes de dormir.

Mas... Sinto saudades, doce Canela. Sinto saudades...

Beijoos

Au revoir :*

Canela disse...

Olá Lindo!!!

Tens toda a razão, toda. Um dia destes um amigo meu também me perguntava porque ando tão desaparecida, e em poucas linhas contei-lhe o que vivi neste último ano, quando acabei de escrever e com a distância necessária (como se fosse uma vida vivida por outra pessoa), não me consegui conter e fartei-me de chorar. Acredita que não sei como aguentei, porque fui eu que vivi as poucas linhas escritas do texto. Felizmente tem estado tudo mais calmo e também finalmente regressei ao trabalho e ao meu doutoramento, paulatinamente vou retomando a minha vida, mas ainda assim a um ritmo altamente acelerado... nada de novo!!!
Tenho muitas, muitas saudades tuas meu doce Rafael, mas nunca deixo de ler o que escreves, mesmo que nem sempre comente por falta de tempo. Adoro ler-te e matar saudades da tua escrita. Estamos ligados pelo coração.
Se vieres passar férias à Europa, mais propriamente a Portugal tens de me dizer... te aguardo!!!!!

Um beijinho enorme e preenchido de saudade. Tu estás sempre presente, mesmo quando eu pareço ausente.

Beijinhos meu doce Trovador