segunda-feira, abril 28, 2008

«Paracuca»


Não me lembrava do nome, não me lembro se algum dia lhe atribui um nome, mas lembro-me, perfeitamente, das birras à porta do mercado, da mão-dada da minha mãe a desviar-me do caminho e de me lambuzar toda a comer (o doce, do qual só esta semana descobri o nome) “Paracuca”.
Obrigada Piro.
Podia traduzir “ginguba”. Podia! Não podia?! Mas não o vou fazer! :)
Segue a receita:


INGREDIENTES:
1 KG. DE GINGUBA NATURAL (SEM SER TORRADA)
1 KG. DE AÇÚCAR
1 LT. DE ÁGUA

PREPARAÇÃO:
Deitam-se todos os ingredientes numa panela e leva-se ao fogão em lume brando.
Depois de levantar fervura, vai-se mexendo com uma colher de pau, sempre lentamente.
Continua-se a mexer, até que a paracuca esteja pronta e bastante solta.
ESPALHA-SE A PARACUCA NUM TABULEIRO PARA ARREFECER


Receita enviada pela Piro por “E-mail”, “Powerpoint” da autoria de Henrique Silva.
Fotografia oferecida por um amigo, o N.C.


Canela

6 comentários:

Anónimo disse...

Afinal não são só os homens que se conquistam pela boca!...
Sê bem vinda a esta "janela", estávamos todos com saudades!!!!!!!!
Piro

Canela disse...

Obrigada Linda!
Obrigada por tudo (tu bem sabes o que “tudo” significa).
Muitos beijinhos

trovador disse...

Hahahaha! Concordo plenamente com a Piro, pelo jeito eis que um belo jeito de conquistar a Canela é saber cozinhar os doces certos ;D

Que bom que voltaste a escrever! Fico muito, muito, muito feliz por isso! Só não lhe respondo o e-mail agora porque adoro le-lo sem pressa...

Beijos doce Canela
Au revoir o//

Canela disse...

As mulheres conquistam-se pelo CORAÇÃO, mas eu adoro doces!! ;D
Por isso vou voltando ao “Blog”, devagar, devagarinho, e a razão é simples: alguns dos MEUS DOCES estão no Jasmim e Canela.
Obrigada MEU DOCE TROVADOR
Beijinhos

Daniel disse...

Boa noite Canela!

Esse doce realmente é uma delícia! Tá chegando a festa junina aqui no Brasil, em honra a Santo Antônio casamenteiro, e nela não pode faltar doces de ginguba (aqui se chama amendoim), principalmente a paçoca e a paracuca (aqui é pé-de-moleque, porque parece sola de pé calejado de tanto correr descalço no mato).

Beijos Canela!

Canela disse...

Em Portugal também estamos quase a festejar os Santos Populares: S. João, S. António e S. Pedro. Mas, aqui não há paracuca (com açúcar e amendoim) que é uma delícia.
Aqui temos sardinhas assadas, febras, entrecosto, pimentos, broa, azeitonas e vinho.
No S. João também temos martelos com os quais batemos na cabeça de toda a gente que passa. É uma festa fantástica, que também se festeja no Brasil.

Beijinhos Daniel